mantenha sua mente aberta menr.png

  RECOMENDADO 

 PARA +16 ANOS  

CRÔNICAS MODERNAS: ESCOLHAS

Atualizado: 6 de Dez de 2018


#EntendedoresEntenderão


Se você pudesse mudar algo na trajetória da sua vida, o que você mudaria?

Sim, tipo um passe de mágica, poder escolher um fato ou um momento específico e “reconfigurá-lo” de acordo com o que você acha que teria sido melhor para você naquele momento, e consequentemente para o seu futuro.

Todo mundo tem alguma história para contar que gostaria que fosse diferente. Qual é a sua?


Talvez você seja uma pessoa ambiciosa e mudaria a família em que nasceu, se colocaria em uma família mais rica ou menos conturbada.

Talvez você seja uma pessoa saudosista e pense que se você tivesse ganhado aquele brinquedo, muito específico, na infância, você não teria guardado o ressentimento.

Talvez você tenha tido uma infância feliz e opte por mudar alguma coisa na vida adulta, como o curso escolhido na faculdade, ou a interrupção de um relacionamento amoroso que poderia ter dado certo.


Talvez você tenha dado uma resposta em algum momento de tensão e depois tenha pensado em outra resposta, muito melhor, e gostaria de poder alterar isso.

Talvez você tenha cometido algum crime, delito ou uma ofensa em particular, se arrependeu, e simplesmente gostaria de apagar isso da sua história.


É o famoso pensamento: “E se...” E se eu não tivesse dito aquilo? E se tivesse dado outra resposta? E se eu tivesse escolhido outro curso? E se eu tivesse ficado com aquela pessoa? E se eu tivesse ganhado aquele prêmio? E se eu não tivesse sofrido bulling na infância? E se... E se...

Pense na sua história. Todo mundo tem um momento “E se...”

Selecione o seu momento. Vou te dar mais uma frase para você ter tempo de pensar, faz uma forcinha: E se...


Perceba que o pensamento “e se”, apesar de totalmente egocêntrico, nunca está sozinho. Quando você altera algo na sua história, você sabe que muitas outras coisas também na vida em geral mudarão por consequência dessa alteração. É a tal da relação, causa e feito, onde um detalhe pode mudar tudo.

Principalmente se você assistiu ao filme De volta para o Futuro, você vai se lembrar que por um pequeno detalhe, o protagonista da história quase deixou de ter nascido.


O fato é que todo mundo gostaria de ter uma máquina do tempo, todo mundo gostaria de mudar algo no passado ou saber como as coisas vão estar no futuro. Todo mundo queria que ao menos uma coisa fosse diferente. E esse é o veneno da humanidade.


O problema do “e se” não é o querer vislumbrar um presente ou futuro alternativo com base num passado hipotético, o problema é não se dar conta de que o que está sendo feito hoje, nesse momento, muda o amanhã. Existe um momento “e se” que está ocorrendo agora.

E se ao invés de usar os músculos para fazer essa leitura, você estivesse correndo em uma esteira? Será que amanhã você estará precisando de uma reflexão para tomar uma decisão, ou de fôlego extra para subir uma escada? Será que você se arrependeria dessa escolha? Tudo na vida é escolha.


Existem escolhas mais simples, como dormir mais um pouco, ou levantar logo, vestir azul ao invés de laranja, ou comer um prato de legumes ao invés de um hambúrguer. Muitas vezes usamos nosso instinto do momento e seguimos em frente, raramente alguém para e pensa em literalmente cada escolha que é feita ao longo do dia. Só que cada escolha pode significar um resultado ou consequência diferente no futuro. Desde as mais simples às mais complexas.

Quem sabe se a pessoa A tivesse escolhido usar laranja ao invés de azul, e fosse ter um dia péssimo de qualquer jeito, mas que de laranja ela teria recebido um elogio e se sentido um pouco melhor consigo mesma, e de azul ela teria passado despercebida e quem sabe até tivesse deixado se abater?

As escolhas de um indivíduo estão intimamente ligadas às escolhas de outros bilhões de seres.

E se a pessoa B, que daria o elogio para a cor laranja, tivesse escolhido um sapato desconfortável naquele dia, e estivesse tão incomodada com aquele sapato que simplesmente esquecesse de notar a cor laranja da pessoa A e não a tivesse elogiado? Nesse cenário escolher azul ou laranja não teria feito diferença, mas ainda assim pessoa A e pessoa B estão conectadas de alguma maneira.



Muitas vezes, as nossas escolhas simplesmente não mudam em nada a nossa vida, pois existe um universo ao nosso redor com infinitas possibilidades de resultado atreladas às escolhas de outras pessoas. É por essa razão que fazer uma escolha pode ser uma coisa muito difícil.

Uma escolha pode mudar tudo e ao mesmo tempo não mudar nada. O medo do erro é grande, mas o medo da irrelevância de uma escolha pode ser ainda maior. E assim, o medo se torna o fator predominante em tantas escolhas que fazemos no dia a dia. Existe um medo embutido em viver. E caminhando lado a lado com o medo, está a coragem. Ela é outro fator que influencia as escolhas de todo mundo. A coragem de arriscar, a coragem de ouvir o instinto ao invés dar ouvidos à razão, a coragem de fazer uma escolha que não passará despercebida, a coragem de não querer ser irrelevante e se destacar. Todavia a coragem por si só é antagônica e traiçoeira. Soldados são corajosos, têm coragem de matar, e vão à guerra no intuito de lutar por paz, só que não existe paz na guerra, apenas o silêncio da morte que é confundido com paz. A paz verdadeira está em se evitar a guerra. O medo é burro e a coragem mais burra ainda. No final existe o medo da guerra, o medo de não ir à guerra e deixar tudo igual, a coragem de ir para a guerra e a coragem de fazer paz. Medo e coragem são os irmãos gêmeos frutos da ignorância com o instinto.

No fim do dia, tem muita gente fazendo escolhas por um ou por outro, sem se dar conta que essas escolhas (todas as escolhas) mudam tudo, mesmo que essa mudança não atinja ao escolhido, pode atingir outro alguém, e sem se dar conta de que está tudo entrelaçado nessa coisa chamada universo. Tão entrelaçado que as mesmas escolhas, e medos e erros acontecem todos os dias, emaranhadas umas nas outras, num ciclo vicioso.


Já sabemos que não há paz na guerra, mas ainda assim escolhemos fazer pequenas, médias e grandes guerras, todos os dias, entre nós mesmos e com o mundo ao nosso redor. Guerras de sentimentos, de pessoas, de opiniões, de facções, de países, e um dia, quem sabe, teremos até guerras entre planetas. Guerras movidas pelo medo e pela coragem, guerras movidas pela burrice. E me pergunto, até quando vamos permitir que nossa espécie seja tão burra? Até quando vamos escolher entre o medo e a coragem, mas nunca escolher a razão?



A razão está em abrir mão de escolher o que é melhor somente para você. E se você não existisse, o mundo seria melhor ou pior sem você? O que você faz para tornar o mundo um lugar melhor, ou no mínimo, mais inteligente?

A razão está na percepção de cuidar do outro, e ajudar o outro a fazer o mesmo, pois assim você também será cuidado. Se todo mundo abrir mão do individual, e pensar no coletivo, ninguém sai perdendo. Mas enquanto ao menos uma pessoa estiver sendo ferida com nossas escolhas, escolhas pautadas em medo e em coragem, nunca sairemos do ciclo.

Pense nas suas escolhas. Todas elas, sejam grandes ou pequenas. Analise, reflita, questione seus instintos, questione seus medos, e tome cuidado, pois tudo está entrelaçado.





#escolhas #choices #resistência #futuro #eleições2018 #luta #nudezmental #militância #feminismo #pensamento #serhumano #universo #conectado #patriotismo #brasil #amoraoproximo #guerra #paz #igualdade #reflexão #devoltaparaofuturo #passado #leiamulheres



ESCOLHA A SUA!


PT.1 - A FILHA PROMÍSCUA

Uma anedota sobre o golpe do trote telefônico.

https://www.nudezmental.com.br/blog/cronicas-modernas-anedotas-pt-1


PT.2 - O FISCAL DO SUTIÃ.

Quanto simbolismo pode existir em uma única peça de vestuário?

https://www.nudezmental.com.br/blog/cronicas-modernas-anedotas-pt-2


PT.3 - A MULHER PENEIRA

Uma anedota sobre piercings e estigmas!

https://www.nudezmental.com.br/blog/cronicas-modernas-anedotas-pt-3


PT.4 - O SILÊNCIO ENTRE MULHERES

Sobre as pequenas guerras silenciosas do feminismo.

https://www.nudezmental.com.br/blog/cronicas-modernas-anedotas-pt-4


PT.5 - A MINHA FILHA

Pensamentos provenientes da aparição de um arco-íris.

https://www.nudezmental.com.br/blog/cronicas-modernas-anedotas-pt-5


PT.6 - OS NOVOS POBRES

Os novos ricos sempre vão existir, enquanto isso um novo grupo surgiu.

https://www.nudezmental.com.br/blog/cronicas-modernas-anedotas-pt-6

0 visualização
Botão Pagin Inical
Botao Críticas Peladas
Botão Crônicas Modernas
Botão Poesias Cruas
Botão Artes Nuas
Botão Biombo
Botão Vitrine

 ONDE AS PALAVRAS NÃO TÊM PUDOR. 

 O SEU PORTAL DE LITERATURA E ARTE! 

LOGOsocabeça.png